Quarto Dia - Sábado - 27 de junho de 1981

No quarto dia das aparições, sábado, 27 de junho, as autoridades da administração municipal em Citluk tornaram-se interessadas nos acontecimentos na paróquia de Medjugorje, e chamaram os seis jovens para investigação.

Durante esta interrogação na delegacia, os jovens permaneceram firmes em sua posição de que eles tinham visto Nossa Senhora. Então foram enviados para serem examinados pelo médico de plantão, o Dr. Ante Vujevic que os considerou normais. Depois de serem liberados os jovens retornaram a colina, onde as multidões esperavam, enquanto o tempo da Aparição se aproximava.
 
Marija, que estava separada do outros, viu uma luz diferente e correu colina acima a fim de seguir aquela luz. Quando Marija tinha subido aproximadamente 20 metros acima do lugar em que Nossa Senhora tinha aparecido no segundo dia, ela viu Nossa Senhora estava na sua frente mas em seguida ela desapareceu. Todos o povo permanecia em silêncio. Quando os outros videntes se juntaram a ela em meio a multidão eles começaram a rezar – Pai Nosso, Ave Maria e Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo - e em seguida entoaram cantos religiosos.
 
Todas as pessoas que ali estavam na encosta do monte os acompanhavam nas orações e nos cantos.. Os jovens tinham uma sensação muito forte de que Nossa Senhora iria aparecer novamente., e ela o fez. Os jovens viam que a multidão pisava sobre o longo véu da Virgem, e pediu para eles se afastarem, mas a multidão estava fora de controle. Outra vez, Nossa Senhora desapareceu. Algumas pessoas tentaram manter a ordem , mas quando Nossa Senhora reapareceu um rapaz pisou no véu de Nossa Senhora e outra vez ela desapareceu.
 
Quando Nossa Senhora apareceu novamente, as pessoas tinham se organizado em circulo ao redor dos videntes e a Aparição se prolongou por mais tempo. E os jovens fizeram várias perguntas à Nossa Senhora.
 
“Os sacerdotes devem crer com mais força e guardarem a sua fé”.
 
Fr. Jozo tinha pedido para eles perguntarem se Nossa Senhora tinha algo a dizer aos sacerdotes, e Nossa Senhora disse: Eles devem crer com mais força e guardarem a sua fé!” Vicka pediu que Nossa Senhora provasse aos presentes que ela estava realmente ali. Nossa Senhora disse: “Que aqueles que não vêem acreditar como se estivessem vendo.
 
Mirjana ficou muito preocupada pela alegação de céticos que atribuíam as visões à alucinações ou de drogados ou de epilépticos. - e especialmente a ela. Quando ela manifestou esta preocupação Nossa Senhora disse: “sempre existem injustiças entre as pessoas. Não dê atenção ao que estas pessoas dizem.” Mirjana, e os outros videntes sentiam grande consolação com estas palavras de Nossa Senhora. Quando Ivanka pediu à Nossa Senhora que dissesse o seu nome, ela respondeu: “Eu sou a Bendita Virgem Maria.” E Nossa Senhora falou às crianças: ”E vocês são os meus anjos, os meus anjos queridos.” E ela prometeu que retornaria no dia seguinte.
 
Fr. Zrinko Cuvalo, vigário paroquial, e Fr. Viktor Kosir, acompanharam os jovens à colina, embora eles não conseguiram ficar perto deles por causa da multidão e pela grande velocidade com que as crianças subiram à colina. Este dia era o primeiro em que os sacerdotes tinham ido com os jovens ao local das aparições. Darinka Glamuzina, uma médica com a equipe da ambulância de Citluk e um ateu convicto e publicamente assumido foram juntos neste dia para investigar as alegadas Aparições.
 
O testemunho dos que a observavam enquanto ela vinha descendo a colina ao término das Aparições daquele dia é que ela estava profundamente chocada por algo. Mais tarde, ela abandonou as investigações.
 
Esses detalhes dos acontecimentos do quarto dia são originados principalmente do testemunho de Marija, que foi dado a Fr. Jozo no dia seguinte, domingo, 28 de junho. Quando Fr. Jozo perguntou a ela: “Como se sente?” Você sente alegria no seu coração"? E ela respondeu: "Não há como eu descrever a minha alegria, a minha grande alegria que eu sinto quando a vejo”!
 
"Expulsem toda escuridão para fora de vosso coração e permitam a Luz de Deus e o amor de Deus entrarem em vosso coração e permanecer para sempre."