Testemunho de Mirjana em 11 de maio de 2011 sobre o primeiro dia das Aparições

"No dia 24 de junho de 1981, vocês sabem que 24 de junho é o dia da festa de São João Batista e todos os dias de festa são sempre respeitados pela paróquia de Medjugorje. Ivanka e eu tínhamos 15, 16 anos. Nós não íamos trabalhar nos campos neste dia. Nós nos encontramos e caminhamos para fora da vila juntas, caminhando pela estrada aos pés do Podbrdo, conhecida hoje como a colina das aparições. Em um certo momento, Ivanka disse: “acho que Nossa Senhora está sobre a montanha.”, mas eu não me incomodei em olhar porque era o tempo do regime comunista na ex-Iugoslávia. Nós íamos à Missa sempre aos domingos, mas não muitas vezes na semana. A vida religiosa acontecia dentro das nossas casas, em nossas famílias. Nós rezávamos o Rosário juntos todas as tardes com os nossos pais, mas nós não podíamos falar sobre isto na escola, porque outras crianças poderiam repetir em suas casas e então poderíamos ter problemas em nossa família. Eu não sabia sobre Lourdes, sobre Fátima. Eu pensava que Nossa Senhora estava no Paraíso, e nós rezamos para Ela, mas que Ela já esteve sobre a terra nestes dois mil anos, eu não sabia. Então quando Ivanka disse que achava que Nossa Senhora estava sobre a montanha, eu respondi de uma maneira dura: “OK, Como se Nossa Senhora não tivesse nada melhor para fazer do que vir aqui sobre a colina para eu e você vêLa. Não diga coisas tolas.” Então eu estava caminhando de volta em direção à vila. Quando cheguei quase onde estavam as primeiras casas da vila, algo mais forte do que eu me fez dar a volta e retornar. Quando eu voltei, eu vi Ivanka parada no mesmo local e ela me disse: “olhe agora”. Eu olhei para cima da colina e eu vi, no meio das rochas, uma moça jovem com uma criança nos braços. Ela estava com um vestido cinza. Isto era estranho porque ninguém subia naquela colina, certamente não no verão, certamente não uma mulher com uma criança, certamente não com um vestido longo. Agora existe um caminho até o topo da colina, mas foi feito pelos pés de milhões de peregrinos. Depois este caminho foi alargado. Eu estava confusa. Eu também me lembrava que a mãe de Ivanka tinha falecido dois meses antes. Eu corri e disse para minha avó que achava que tinha visto Nossa Senhora. Minha avó disse que era melhor eu rezar o Rosário. Vá para a sua casa e reze. Deixe Nossa Senhora ficar onde Ela está, no Paraíso. Eu realmente fiz o que minha avó pediu. Eu não tinha forças de discutir com ela. Eu precisava ficar sozinha. Eu queria ficar em oração. Então eu passei a noite toda em oração. Foi a única maneira que consegui encontrar paz."

 
Programa "Com Amor vos Chamo" com o testemunh...