Quinta pedrinha - jejum a po e gua - terceira parte

 

"Por isso, filhinhos, armem-se com a oração e o jejum para que possam ser conscientes do quanto Deus os ama e possam realizar a vontade de Deus."
 
 Quais as consequências de jejuarmos ou não ?
 
Na Bíblia Sagrada conhecemos a história do profeta Jonas que foi enviado por Deus à grande cidade de Nínive para anunciar que em quarenta dias ela seria destruída.devido aos seus muitos pecados. Diz a Bíblia que os ninivitas acreditaram na profecia de Jonas, proclamaram um jejum, desde o maior até o menor. Inclusive o próprio rei de Nínive vestiu-se de saco e jejuou. Em seguida, foi publicado pela cidade, por ordem do rei e dos príncipes, este decreto: 'Fica proibido aos homens e aos animais, tanto do gado maior como do menor, comer o que quer que seja, assim como pastar ou beber. Homens e animais se cobrirão de sacos. Todos clamem a Deus, em alta voz; deixe cada um o seu mau caminho e converta-se da violência que há em suas mãos. Quem sabe, Deus se arrependerá, acalmará o ardor de sua cólera e deixará de nos perder! Diante de uma tal atitude, vendo como renunciavam aos seus maus caminhos, Deus arrependeu-se do mal que resolvera fazer-lhes, e não o executou.' (Jn capítulo 3, 1-10)
 
Para além do que já tem sido escrito neste artigo e no anterior vamos apontar uma outra forte razão , mundial, para jejuarmos conforme o pedido de Nossa Senhora. Sabemos que Mirjana tem os 10 segredos escritos e com data marcada para acontecerem. Sabemos que eles serão revelados pelo padre Pedro Lubjicic em seu tempo normal de vida 3 dias antes para todo o mundo. Em 2012 ele completará  66 anos. Poderíamos pensar que ele vai atingir a idade de 100 anos e então revelaria os segredos no final da vida. 100 - 66 = temos 34 anos. Sendo mais razoáveis podemos nos basear na idade média da população do local onde ele nasceu: aproximadamente 80 anos ( 80-66 = temos 14 anos). Não deixando de ser realistas podemos ainda pensar em 75 anos. (75-66 = temos 9 anos) . Ou mesmo antes, pois não é a idade dele que determinará, mas a decisão de Deus. 
 
 O que isto tem a ver com o nosso jejum?
  
Baseados na idade do padre Pedro podemos concluir que a maioria de nós pertence à geração que presenciará a revelação dos 10 segredos ou de parte deles. Que a credibilidade nas aparições de Nossa Senhora em Medjugorje hoje já não é apenas uma questão de fé pessoal, mas também uma questão de tempo.Como já sabemos, os 10 segredos dados por Nossa Senhora à Mirjana em Medjugorje têm data marcada para acontecerem e falam sobre o futuro da humanidade. O nono e o décimo segredos são graves. São um castigo pelos pecados da humanidade "A punição é inevitável, porque não se espera a conversão do mundo inteiro". Porém, os castigos poderão ser diminuídos por meio da oração e da penitência, mais não poderão ser evitados. Um mal que ameaçava o mundo, segundo o sétimo segredo, foi cancelado graças à oração e ao jejum, disse Mirjana. Por isso, Nossa Senhora continua nos convidando à oração e ao jejum:
" Vocês esqueceram que com o jejum e a oração podem afastar a guerra e suspender as leis da natureza".
 
Em Medjugorje, o futuro da humanidade se encontra guardado em dez segredos, distribuídos por Nossa Senhora entre os videntes. A maior parte deles - segundo explicou Mirjiana ao teólogo René Laurentin - "é grave e catastrófica”. Os mais trágicos são o nono e o décimo. “As afirmações dos videntes, as lágrimas de alguns deles após recebê-los”, explica Laurentin, “garantem que anunciam o triste salário do pecado. São desgraças que, em parte, parecem inevitáveis, porque não se trabalha impunemente na própria autodestruição".
 
Em outra passagem, ele explica em que consiste essas autodestruição: “o mundo se abandonou tranqüilamente ao pecado. Escolheu viver alegre e livremente sem Deus, sem fé nem lei. Os seus profetas anunciaram a morte de Deus, a morte do Pai, como uma boa nova, e a liberdade sexual como outro alegre anúncio, e igualmente a liberdade das paixões, dos impulsos humanos e da violência. E assim o mundo se destrói a si mesmo… por ter combatido, esquecido ou posto de lado o essencial, isto é, Deus e Sua lei de amor… Os dez segredos anunciam a autodestruição de um mundo que se arruinou na sua frenética debandada.”
 
E mais, 
 
Em uma visão, Nossa Senhora mostrou à Mirjana a destruição de uma parte do mundo, adiantando que isso aconteceria em breve.
 
“Por que tão logo?”, perguntou aflita a vidente.
 
Porque há pecados demais no mundo!”, foi a resposta. 
 
“Como é possível que Deus tenha um coração tão duro?”, insistiu ela.
 
Deus não tem um coração duro”, respondeu Nossa Senhora. “Olhe ao redor, veja o que fazem os homens e, então, não dirá mais que Deus tem um coração duro. Veja também quantos são os que vão para a Igreja como para a casa de Deus, com respeito, com fé sólida e com amor. Bem poucos. Se todos se convertessem”, explicou a Virgem a Mirjiana, “não haveria castigo. Infelizmente, apesar de todas as advertências, nem todos se converterão. Por isso, as coisas preditas acontecerão, mas serão atenuadas na proporção em que as conversões ocorrerem”.
 
Observa-se em nosso tempo uma preocupação geral pela questão do aquecimento global e pelas suas consequências para o planeta. Trata-se de um problema real e com o qual devemos nos ocupar seriamente. Porém, os segredos de Medjugorje, quando estudados de perto dentro do seu contexto e das bases que garantem a sua credibilidade se constituem em uma previsão próxima para toda a humanidade muito mais consistente a nível mundial do que o preocupante aquecimento. E isto por uma razão muito simples: o aquecimento global está baseado em previsões humanas e os segredos em declarações divinas desde que Nossa Senhora vem a Medjugorje enviada por Deus.
 
"Ela nos convidou a jejuar às quartas e sextas-feiras a pão e água. Mas, se jejuarmos deverá ser por amor a Deus. Eu penso que todos nós podemos jejuar com exceção daqueles que estão realmente doentes. Nós deveríamos lembrar quando estivermos jejuando o quanto Jesus fez por nós. Ele sofreu por nós. Quanto Nossa Senhora faz por nós e como é grande o amor de Nossa Senhora" 
  
Jakov Colo 
 
Nossa Senhora nos pede o jejum a pão e água às quartas e sextas-feiras
 
Veja no vídeo o que Jesus aceitou sofrer por amor a nós para nos salvar? Com alegria e gratidão atendamos, pois, ao pedido de Nossa Querida Mãe e façamos em paz e de boa vontade o jejum a pão e água nas quartas e sextas-feiras.
 
 OBRIGADO, JESUS!
 
 
Como começar o jejum? 
 
Sugerimos que se leia as orientações que aqui são dadas baseadas nas palavras de Nossa Senhora, dos videntes e em critérios de bom senso. Nada deve ser feito de forma precipitada, mas sim dentro de critérios razoáveis que nos permitem pouco a pouco atender a este pedido. Antes de tudo o jejum a pão e água é uma resposta de amor a Deus e não uma resposta fundada no medo, na superficialidade, num modismo ou qualquer outra razão.
 
Também parece que o jejum a pão e água é aquele que, entre os cinco pedidos que Nossa Senhora nos faz, mais chama a atenção das pessoas. Mas, talvez antes de começar o jejum precisamos ver se já estamos praticando os outros quatro que ela nos pede e que aqui abaixo relembramos?: 
 
Estamos indo a Missa diária ou semanal e recebendo a Eucaristia? 
 
Estamos nos confessando mensalmente? 
 
Estamos lendo a Bíblia diariamente e procurando por em prática o que lemos? E nas quintas feiras estamos lendo o trecho do Evangelho de São Mateus pedido por Nossa Senhora (Mt,6 24-34)? 
 
Estamos rezando o Rosário - vinte mistérios - diariamente?
 
O papa Paulo VI em seu documento sobre jejum e abstinência afirmou que todo cristão deve fazer penitência . Por Nossa Senhora de Medjugorje também temos que o jejum é para todos independente de sua condição existencial desde que tenha capacidade de saber o que está fazendo. Mas pelos videntes sabemos que existem diferenças no modo de fazer este jejum conforme circunstâncias especiais da vida. Um é o jejum do adulto, diferente da criança, ou do idoso debilitado, ou da mulher grávida. Um é o jejum da pessoa saudável, outro da pessoa enferma. 
 
A vidente Marija sobre jejum dos doentes falou em junho de 1990: “Para os que estão muito doentes para jejuarem fisicamente, devem oferecer o seu sofrimento com alegria e podem deixar de tomar bebidas alcoólicas, de fumar ou renunciar à televisão”(26/06/1990). Os doentes que de fato não possam jejuar devem, então, oferecer com alegria as suas dores e sofrimentos como sacrifício de amor a Deus e também podem evitar algumas coisas que normalmente gostam de fazer: fumar, beber, ver TV, usar o computador.... As mulheres grávidas embora não sejam incluídas no grupo de doentes, podemos intuir, precisam durante o período da gravidez seguir as orientações médicas quanto à sua nutrição visando às suas necessidades e a do bebê em formação. Assim também durante o período de aleitamento materno. Ana Shawn nos informou que Vicka durante a sua gravidez e período de amamentação não comia carne às sextas e quartas feiras e esta era a sua abstinência a substituir o jejum. Ela seguia orientações médicas. 
  
E as crianças... devem jejuar?
 
 Sim, as crianças devem jejuar... mas de uma forma adequada concernente às necessidades nutricionais de sua etapa de crescimento e desenvolvimento e de sua capacidade de compreensão e de tomar decisões. Assim tão logo elas possam compreender é necessário que às crianças seja dado o sentido do sacrifício por amor a Deus. Assim se elas vêem o pai, a mãe jejuando , conforme a sua capacidade de compreensão, deve lhes ser explicado o significado daquele jejum e convidá-las a participarem fazendo pequenas abstinências: deixar de comer ou de fazer alguma coisa que gostam por amor a Deus ou realizarem algum trabalho que lhes desagradam. Isto vai formando uma alma disposta a negar a si mesmo para dar mais espaço para Deus. Nesta experiência ocorre um crescimento espiritual e a descoberta de um valor. Como Jesus crescerão em idade, estatura e graça diante de Deus e dos homens. Porém, é preciso primeiramente que os pais (ou pelo menos aquele que pratica o jejum) dêem o exemplo de coerência de vida cristã baseada no amor e que depois de terem conquistado a credibilidade da criança lhes expliquem o porquê daquela prática de tal forma que elas possam fazer o seu pequeno jejum com alegria espiritual e numa base verdadeiramente cristã. Ana Shawn disse que em sua família ela nunca disse para seus filhos que deveriam jejuar, mas que ao verem seus pais jejuando e falando sobre o jejum que Nossa Senhora pede, que seus filhos mesmos, pouco a pouco, foram começando a jejuar às quartas e sextas feiras que, então, se tornaram dias especiais.. 
 
Por fim, de forma prática qual o jejum que cabe a cada um de nós: Nossa Senhora disse em uma mensagem: “Vocês mesmos sabem o que lhes é possível fazer” . Cada um de nós sabe o que pode fazer. Algumas vezes mudam as circunstâncias da vida e teremos que nos adaptar ao novo momento. Mas, todos poderão sempre praticar alguma forma de jejum generoso em ação de graças a Deus sem perder de vista que o melhor jejum é o jejum a pão e água ao qual deveremos sempre estar almejando como meta mais elevada. Especialmente para os doentes Nossa Senhora diz que "aqueles que estão realmente doentes vão compreender por meio da oração o que eles podem fazer ao invez de jejuarem a pão e água".
 
Apesar de se ter colocado neste artigo alguns atenuantes na forma de se fazer o jejum em algumas circunstâncias se percebe que os videntes são inflexíveis em sua firme posição de que o jejum a pão e água é para todos, exceto para os gravemente enfermos que devem substituí-lo por alguma outra abstinência. Repete-se aqui o que se escreveu acima: Nossa Senhora disse em uma mensagem: “Com uma vontade firme perseverem no jejum.
 
Nossa Senhora pede que quem jejua não deve ficar anunciando aos outros que jejua. Mas, no contexto que aqui nos encontramos de pessoas já conscientes da necessidade de fazer o jejum a pão e água penso que podemos compartilhar as nossas experiências para fins de ajuda e estímulo mutuos. Assim, a seguir lhes darei o meu testemunho pessoal sobre o jejum a pão e água em minha vida. Eu lhes diria que a minha experiência pessoal foi de que no começo me parecia algo muito difícil, quase impossível imaginar que eu conseguisse jejuar às quartas e sextas feiras a pão e água. Hoje eu lhes digo que, sem dúvida alguma, aqueles são os dois melhores dias da semana. Há um tesouro escondido no jejum. No começo só se observa o período difícil que teremos que passar. Mas quando se entra nele, com coragem, vamos percebendo uma especial aproximação de Deus. E quem está fora não consegue jamais perceber a experiência de Deus que se faz através do jejum. E eu posso lhes garantir que esta experiência de Deus nos dá muito mais alegria e paz do que o prazer de comer.
  
De uma forma prática, que talvez possa ser de ajuda para alguém, explico também como comecei a jejuar: primeiro comecei às sextas-feiras. Inicialmente comecei com o jejum a pão e água somente pela manhã e à noite. Quando me senti firme nestes horários iniciei na hora do almoço. Depois de algumas poucas semanas jejuando às sextas-feiras iniciei o mesmo processo nas quartas- feiras. E agora já há bastante tempo jejuo regularmente a paõ e água duas vezes por semana. 
 
 Percebo claramente que o jejum é uma poderosa defesa contra as ações do maligno. Percebo que quando jejuo com sinceridade diante de Deus eu me sinto como que numa área de segurança aonde satanás não alcança e assim posso prosseguir progredindo espiritualmente na direção da Vontade de Deus. 
  
Apresento ainda uma situação com a qual me deparei que revela que o critério maior será sempre o bom senso. Fui convidado por uma pessoa amiga para o aniversário de noventa anos de sua mãe. A comemoração seria num restaurante em uma sexta-feira... o que fazer? Não vou ao aniversário para ficar jejuando, vou ao aniversário e não como nada? Ou posso quebrar o jejum desta vez? Fiz contato por email com Ana Schawn que nos Estados Unidos é quem cuida do agendamento do vidente Ivan Dragicevic quando é convidado para visitar as paróquias para anunciar a mensagem e ela me respondeu que esta questão já fora perguntado para Vicka em Medjugorje. A orientação é a seguinte: em momentos especiais como este o que se costuma orientar é que se deve sim ir ao aniversário, pois se trata de um momento significativo da celebração da vida de uma pessoa . E o jejum que se deixou de fazer naquele dia pode ser feito no dia anterior ou posterior.
 
Foi Ana Schawl que também nos respondeu sobre como se faz habitualmente o jejum em Medjugorje: “ Em Medjugorje faz-se normalmente as refeições de terça-feira. As pessoas vão dormir no seu horário habitual e quando acordam na quarta-feira já estão jejuando a pão e água. Permanecem assim o dia todo . Vão dormir na quarta à noite em jejum a pão e água e na quinta-feira de manhã voltam a alimentar-se normalmente. Na quinta-feira à noite se repete como na terça-feira. Na sexta-feira se jejua a pão e água e somente no sábado se toma o café da manhã mais reforçado".
 
 Concluindo:
 
 Nesta reflexão sobre o jejum o objetivo principal foi o de tentar conscientizar e animar as pessoas a responderem ao chamado de Nossa Senhora para o jejum a pão e água às quartas e sextas-feiras. Deve-se iniciar pela oração pedindo-se a graça de Deus para termos a força espiritual necessária para começarmos. E não é necessário que desde a primeira vez que se faça às quartas e sextas-feiras. O importante é começar às sextas-feiras e saber que ninguém precisa, de fato, passar fome, mas que simplesmente naquele dia ficará somente a pão e água. Se estiver com fome comerá pão... se estiver com sede beberá água. Depois de habituar-se ao jejum de sexta- feira se iniciará às quartas. Porém, sentindo-se capaz de fazê-lo desde o começo às quartas e sextas-feiras assim procederá. 
 
 O jejum não é uma prova da minha capacidade de ficar apenas comendo pão e bebendo água. Não é uma oportunidade de ‘perder alguns quilinhos’, não pode virar ‘uma moda’. É necessário, é fundamental que se associe a ele intenções espirituais de resposta de amor a Deus e daquelas intenções que Nossa Senhora pede: jejum pelos sacerdotes, para ajudar na realização do plano de Deus em Medjugorje, pela conversão dos sem fé, pela paz, pelas famílias, pelos jovens, pelos doentes, pelos que padecem no purgatório... e por intenções particulares de cada um onde se reconhece a necessidade de conversão ou cura pessoal ou de sua família, isto é, para a realização do plano de Deus em nossas vidas.
 
Em Medjugorje Nossa Senhora pede “me ajudem em minha missão”. O jejum a pão e água tem um papel insubstituível nesta ajuda. 
  
O que está lhe faltando para responder a este pedido de Nossa Senhora?
 
"Eu desejo lhes dizer, queridos filhos, para renovarem a vivência das mensagens que eu estou lhes dando. Especialmente vivam as mensagens que se referem ao seu jejum, pois o seu jejum me dá alegria, e pelo jejum vocês alcançarão a realização completa do plano que Deus está realizando aqui em Medjugorje. Obrigada por terem respondido ao meu chamado
  
Para a elaboração de algumas partes deste artigo se utilizou o texto do livro” “Medjugorje e a família: ajudando as famílias a viverem as mensagens” (Medjugorje and the Family: Helping Families to Live the Message) reimpresso por Queenpeace Publishing (2005).