02/08/2014

O Casamento de Dr Dário e Adélia



O Amor de Cristo nos uniu!

Conforme anunciado, ocorreu no último dia 25 de junho de 2014, uma quarta-feira - aniversário de 33 anos das Aparições de Medjugorje - o casamento de Dr. Dário Antônio da Silva Mattos, o fundador da Associação Queridos Filhos, e da professora Adélia Maria da Silveira que, então, passou-se a se chamar Adélia Maria da Silveira Mattos.

A celebração da Santa Missa,  com o casamento, iniciou-se às 20:15h e ocorreu no Santuário de Nossa Senhora de Fátima (Florianópolis - SC), foi presidido pelo padre Evaristo Debiasi e contou com a presença de mais 4 sacerdotes e um diácono: padre Nildo Dubiella (reitor do Santuário), padre José Osni Kuhnen (Gov. Celso Ramos - SC), padre Ricardo Mota (RJ), frei Genildo Provin OFM (Xaxim- SC) e o diácono João Flavio Vendrúsculo do Santuário de Nossa Senhora de Fátima. Foram 150 convidados. O grupo de músicos tocou o coração dos convidados com várias musicas de Medjugorje e outras escolhidas pelos noivos. (apresentamos no decorrer deste texto os links denominados de música para as versões originais de onde elas foram retiradas)

Já tendo se casado no civil no dia de Nossa Senhora de Fátima, 13 de maio de 2014, Dário e Adélia, realizaram o seu sonho de se casarem no religioso na data do aniversário das Aparições de Medjugorje, pois toda a sua história, desde o primeiro momento, está ligada a Medjugorje. Por este motivo, no dia do casamento, quem por primeiro entrou na Igreja foi a imagem do Cristo Ressuscitado de Medjugorje conduzido por Manoel Junior - sobrinho de Adélia  - e logo em seguida padre Ricardo Mota -  que veio especialmente do Rio de Janeiro para participar do casamento ,pois foi diretor espiritual da noiva  - ele conduziu a imagem da Rainha da Paz da Casa de Medjugorje (ouça a música deste momento da celebração que foi cantada em croata). Por várias vezes Dário e Adélia tinham pensado em realizar o casamento na Casa de Medjugorje para homenagear Nossa Querida Mãe, mas por ser um local pequeno para o evento, então, foi Nossa Senhora mesma que veio ao casamento sendo solenemente conduzida por um sacerdote o que é muito significativo por que ela mesma disse: "Com um coração maternal eu amo os sacerdotes e os protejo, porque eles os conduzem para o Céu que foi prometido a vocês pelo meu Filho." Assim, na primeira vez que a imagem da Rainha da Paz deixou a Casa de Medjugorje foi para participar do casamento do fundador da Casa de Medjugorje.  Logo atrás da imagem conduzida por padre Ricardo vieram membros do Grupo de Oração da Casa de Medjugorje de Palhoça que diariamente - de segunda a sexta - se reunem para rezar naquela Casa de Maria.

Então, entraram os outro 4 sacerdotes e o diácono acima citados.

Em seguida entrou Maria Ester - sobrinha de Adélia, irmã gemea de Manoel Junior - trazendo as alianças que foram colocadas aos pés da imagem de Nossa Senhora de Medjugorje significando a consagração desta união à Rainha da Paz.  Após Maria Ester vieram os padrinhos.(música cantada em latim e italiano  à entrada das alianças e padrinhos)

A entrada do noivo: Dr Dário entrou com o terço na mão, pois no convite do casamento tinha sido colocadas as palavras da Mensagem de Nossa Senhora "Com o rosário na mão e amor no coração permaneçam comigo". O terço era com detalhes de ouro para fazer referência ao dia de festas especiais quando Nossa Senhora vem com vestes douradas. Da mesma forma a gravata era dourada. Também Adélia veio com uma dezena do  terço e sapatos dourados por este mesmo motivo. (musica da entrada do noivo). No meio da Igreja estava a sra Otilia, mãe do dr Dário, de 92 anos, que a partir dali o conduziu até o altar.

Com os olhos brilhando de felicidade e fixos no seu amado, em sua entrada a noiva encantou a todos os presentes. Radiante de alegria Adélia surgiu com seu vestido de noiva branco, o buquê, a dezena do terço em mãos. Muitos comentaram que em sua entrada Adélia, enquanto caminhava ao encontro de dr. Dário, parecia flutuar devido à leveza e graciosodade de seus passos.  (música da entrada da noiva)

Eles se encontraram, ele a beijou em sua testa e caminharam até o altar onde pe. Evaristo Debiasi os acolheu.

Seguiu-se a Santa Missa até a homilia quando cada sacerdote deu o seu testemunho sobre os noivos. Padre Evaristo  falou de como conhecia os noivos desde os primeiros momentos quando eram apenas amigos trabalhando juntos para a Rainha da Paz e nem pensavam em namoro ou casamento e de que como viveram todo o tempo colocando Deus acima de tudo em seu relacionamento.  Pe. Nildo deu o testemunho do dr. Dário como participante da comunidade - é Ministro da Eucaristia - e de como Adélia passou a acompanhá-lo. Pe. Osni de como dr. Dário o comunicou pelo telefone do namoro com Adélia e também se referiu ao dr Dário como 'o homem do terço' por que sempre o encontrava em oração e convidava as pessoas a rezarem o terço. Pe Ricardo deu o testemunho de Adélia como buscando a Deus através da sua orientação espiritual logo após a sua chegada em Cabo Frio (RJ) onde ela morava. E Frei Genildo falou da família de Adélia que conhece tão bem pois o tio de Adélia, também franciscano, conviveu com ele na missão na África e depois o apresentou a sua familia e ficaram grandes amigos tendo frei Genildo por muitos anos frequentado a casa da familia.

Seguiu-se a cerimônia do casamento quando também, a seu tempo, cada sacerdote conduziu um momento. Dr Dário e Adélia  prometeram um ao outro o amor e a fidelidade por toda a vida e trocaram as alianças. Este momento inicou-se com a música "A treze de maio". Assim os dois, diante de cinco sacerdotes, consagraram o seu amor diante do altar de Deus,  Ao final desta parte tocou-se a música 'laudate omnes gentis" (Louvem todos os povos)' 

Veio então o ofertório com a apresentação do pão e vinho acompanhados do informativo da Associação Queridos Filhos, que foi colocado junto à imagem da Rainha da Paz, significando a entrega do novo casal à missão à serviço da Mensagem de Medjugorje. A Música deste momento foi a conhecida "Meu coração é para Ti".

Dr. Dário deu a comunhão nas duas espécies para Adélia e ela a ele unindo a sua vida matrimonial ao corpo e sangue de Cristo. A musica deste momento foi Guarscimi (Cura-me, ó meu Senhor)

Ao final da Santa Missa  assinaram o documento eclesial e à saida da celebração, que durou mais de duas horas, foram os rescém casados, após os pagens e os padrinhos, radiantes de felicidade enquanto alguns convidados choravam de felicidade, outras aplaudiam e todos felizes por terem participado de um momento tão especial quando acima de tudo o Amor de Deus e de Maria foi exaltado através do amor de Dário e Adélia. (Musica de saída - Magificat)

Dário e Adélia agradecem todos os que os acompanharam com suas orações. Junto com a sua entrega pessoal e de casal carregaram em seus corações todos os associados, os que nos escrevem pedindo orações e a todos os que acessam ao site queridosfilhos.

Veja abaixo as imagens deste dia. Clique sobre elas para ampliar. (num outro momento apresentaremos imagens da recepção aos convidados)