05/05/2017

A Fonte da Paz verdadeira e duradoura



“Sua alma está inquieta, porque o seu espírito está fraco e cansado de todas as coisas do mundo”.
 
Olhe para dentro de si examine-se e veja o que é que lhe deixa inquieto, o que é que tira a paz do seu coração. Mais comumente o que tira a paz do coração das pessoas são problemas deste mundo, de ordem de relacionamento (marido e mulher - filhos - chefes e empregados, amigos), problemas de saúde e financeiros ou a frustração na realização de seus sonhos. Também o pecado tira a paz dos nossos corações. Depois repita o mesmo autoexame e veja o que é que traz a paz verdadeira e duradoura ao seu coração. Especialmente nos momentos de angustia, sofrimento e dor... pesquise onde é que as pessoas buscam o consolo, conforto, segurança: elas buscam nas pessoas amigas - familiares ou não - e em Deus. Mas quando todas as esperanças humanas falham, Deus sempre está lá para, como porto seguro, infalível, nos dar a Sua paz.
 
As coisas do mundo têm um brilho de curta duração, passageiro, mas a paz que vem de Deus é permanente,pois Deus é a fonte da vida e da alegria eternas. É por esse motivo que muitas pessoas jovens ou não, quando descobrem em profundidade no seu interior, em sua vida e história a beleza do amor de Deus, o tesouro escondido do qual fala o Evangelho, deixam todo o resto já nesta vida, buscando viver na terra de forma total a dedicação ao Amor de Deus. Leia e medite, por exemplo, na vida de santo Agostinho, são Bento, são Francisco, santa Terezinha. E também conhecemos pessoas do nosso tempo e até ao nosso lado que vivem assim, doando-se inteiramente a Deus no serviço amoroso ao próximo. Porém o chamado de hoje é para nós. Nossa Senhora nos recorda que uma entrega exclusiva a este chamado é fonte de benção para os outros e de graças para quem dá o seu sim.
Dário Antonio da Silva Mattos