Ana e Steve Shawl - EUA

Casal norte americano que atua com o vidente Ivan, Divulgação da mensagem via web, grupos de oração e de peregrinos a Medjugorje

 

Num ano anterior Ana Shawl e o marido Steve vieram a MEDJUGORJE durante a primeira semana de junho para a peregrinação anual do  Grupo Internacional  de Oração pela Internet "Rainha da Paz"( GIOI) , que é um fruto do "medjugorjeweb", site criado e administrado por ela. Naquela ocasião ficamos felizes de a  reencontrar mais uma vez e pudemos lhe fazer algumas perguntas para um melhor esclarecimento sobre o GIOI Rainha da Paz,  sobre a sua vida a serviço das mensagens de Nossa Senhora, acerca de suas próprias experiências e as dos peregrinos que a têm acompanhado ao Santuário da Rainha da Paz.
.
 
 
LIDIJA PARIS: Cara Ana, caro Steve, bem vindos  à Cidade de Maria onde vocês se sentem em casa já há muito tempo agora! Antes de nos informar sobre o GIOI e sobre "medjugorjeweb" ao que vocês dedicam as suas vidas, poderiam, por gentileza, dizer-nos como chegaram a conhecer MEDJUGORJE, o que fez envolverem toda a sua vida ao serviço da Rainha da Paz, e quem é a família Shawl?
 
 
ANA SHAWL: A primeira vez que vim a MEDJUGORJE foi em 1983. Eu tinha ouvido em 1981 que uma  parente nossa tinha sido curada aqui. Fiquei muito admirada. O que tinha acontecido à Santa Bernadette em Lourdes estava se passando na minha terra natal, no país de meus antepassados! Eu disse: ' tenho que ir lá!' Em 1983, estávamos em uma peregrinação à Roma para a canonização de São Leopoldo Bogdan MANDIC e, em seguida, viemos aqui apenas para uma breve passagem. Quando cheguei em casa, eu não conseguia tirar MEDJUGORJE de minha mente. Li o livro de frei. Svetozar e ele ardia em meu coração. A segunda vez que vim, em 1991, foi durante a guerra e, depois, em 1992. Então eu comecei a levar um pequeno grupo de pessoas em 1993 e, em seguida, mais e mais pessoas.
 
STEVE SHAWL: Conheci Ana quatro meses após a minha conversão, em agosto de 1995, em meio de uma série de eventos que foram muito intensos, verdadeiramente a  ação da graça de Deus, e que nos fez compreender que deveríamos nos casar, e isso foi antes de nós termos nos encontrado pela primeira vez ! Tínhamos  uma viagem planejada para virmos aqui juntos em 1996 pelo aniversário das aparições. Esta viagem foi a segunda vez que estivemos juntos  e, em 25 de junho 1996, dia do aniversário, no monte  Krizevac, eu propus a ela de nos casarmos. Antes disso, tínhamos tido apenas contato pelo telefone e por email. Eu gostaria que dispuséssemos de mais tempo para falar com você sobre esta questão; talvez ,quem sabe, num futuro próximo. É uma mensagem importante para todos aqueles que estão sós e / ou que estão em busca de conhecer alguém para compartilhar a sua vida.
 
LP: Ana, hoje, você está aqui para a peregrinação anual do GIOI. Você poderia, por gentileza  nos dizer o que é o Grupo Internacional de Oração pela Internet e o que é o medjugorjeweb ?
 
ANA SHAWL: Posso lhes dizer sobre o GIOI , Grupo Internacional de Oração pela Internet  que se trata de um grupo de oração que agora tem mais de 1500 participantes de todas as partes do mundo: Romênia, Rússia, Índia,  e parece que a Santíssima Mãe os conduz ao site, que é como um refúgio. Às vezes, as pessoas que vivem em diferentes partes do mundo estão à procura de um contato mais forte com MEDJUGORJE, e ao encontrarem  o grupo de oração pela internet é como eles respirarem um ar bem fresco. Pode se falar sobre as mensagens, e isso é o que temos em foco: a propagação e a vivência das mensagens que a Virgem Santíssima tem nos dado em MEDJUGORJE. Nós oramos uns pelos outros diariamente, nós procuramos rezar  o rosário completo todos os dias, nós encorajamos as pessoas a irem uma vez por mês à confissão, e através das mensagens nós nos encorajamos mutuamente.
 
LP: Qual é o seu papel como a primeira responsável?
 
ANA SHAWL: Eu tento dirigir o Grupo de Oração garantindo que nós permaneçamos focados em nosso objetivo que é a vivência e a divulgação das mensagens. Eu faço a moderação de toda a comunicação por email para o Grupo.  Existem outros moderadores que também têm as suas responsabilidades. Nós reunimos os pedidos de oração diariamente e os enviamos para todo o grupo. Temos vários sacerdotes em nosso Grupo de Oração. Frei Bayer, que escreveu o livro "MEDJUGORJE dia-a-dia", é o nosso diretor espiritual. Todas as quintas-feiras, ele toma as intenções do Grupo de Oração e celebra a Santa Missa para nós no Texas. Anualmente, temos também a peregrinação a MEDJUGORJE. Eu cuido para que tudo esteja  em sintonia com a divulgação e a vivência das mensagens de Nossa Senhora.  Se alguém precisa de ajuda, de sugestões do grupo, como rezar o rosário, como jejuar. Como fazer isso sendo mãe, e como sendo um homem de negócios, como podemos viver as mensagens em nossa própria .vida. Basicamente é isto o que eu faço.
 
LP: Todos os membros do Grupo de Oração são católicos?
 
ANA SHAWL: Não, nós temos diferentes religiões. Há alguns batistas, judeus, mas eles ouviram falar de MEDJUGORJE: alguns no começo em 1985, outros ainda antes e alguns há cerca de uma semana … todos querendo descobrir a verdade. O que é MEDJUGORJE? quais são essas mensagens? Temos diferentes nacionalidades e religiões . Depois muitos vêem que não é o que eles estavam pensando! E vários deles têm se convertido ao catolicismo, muitas pessoas apenas pelo incentivo que recebem por parte dos outros membros do grupo voltam à confissão após 20 ou 30 anos. Outros são encorajados a buscar e aprofundar a formação cristã.
 
LP: Podemos dizer que de certa maneira vocês também têm sido precursores daquilo que o Papa João Paulo II se referia como a " Igreja da Internet" ?
 
ANA SHAWL: Nós tentamos viver aquilo que o Santo Padre disse e estamos realmente buscando  nos motivarmos uns aos outros para rezar e trazer a Gospa  (Nossa Senhora) mais perto de nós.  Ela traz seu Filho para todos. Nós tentamos  rezar juntos  em cada país, tentamos rezar no momento em que a Nossa Santíssima Mãe vem em MEDJUGORJE. Algumas pessoas acordam às 4h da madrugada. Quando há missas em Houston, alguns levantam-se  no meio da noite para estarem unidos na oração. Temos também atividades: no aniversário de Nossa Senhora, todos os anos, fazemos jejum por  três dias a pão e água. Há pessoas que já na  primeira vez conseguem fazer este jejum, e eles ficam realmente admirados de conseguirem fazê-lo!
 
 
 
LIDIJA PARIS: O Grupo Internacional de Oração pela Internet existe desde 1988. Steve, como era a sua vida anos antes de este Grupo de Oração começar. Você poderia nos contar algo sobre isso?
 
STEVE SHAWL - Sem gastar muito tempo com a minha história pessoal o importante é se saber como nasceu o "Medjugorjeweb". Tendo nasido e crescido católico eu fiquei fora da Igreja por muitos anos. E como resultado de uma profunda experiência: eu senti a presença de Nossa Senhora de verdade em minha frente, eu realmente senti o incrível amor e a graça de Nossa Senhora em meu coração, e isso mudou, literalmente, a minha fé em um instante. Eu ouvi Nossa Senhora falar ao meu coração. E ela me pediu para ajudar a difundir a mensagem de Medjugorje pela internet. Eu tinha uma empresa de computadores, mas as duas coisas não eram necessariamente relacionadas, e não sabendo nada de internet àquela altura de minha vida eu me lembro que respondi à Nossa Senhora em alta voz:" Querida mãe, se isto não é minha imaginação, e se isso é de verdade o que você está me pedindo você deve fazer isto acontecer, por que eu não sei como fazer isto." Imediatamente no dia seguinte o telefone começou a tocar. Em um mês todas as comexões já estavam feitas e alguns meses depois o medjugorjeweb estava on line.
 
Como resultado desta forte experiência de minha conversão, e não tendo ido à Igreja por mais de 20 anos, no dia seguinte eu comecei a ir à Missa diariamente, fui à confissão pela primeira vez em 20 anos, comecei a jejuar às quartas e sextas feiras. Eu comecei a viver as mensagens de Nossa Senhora em um instante. Foi um período pleno de graças em minha vida. Nove meses depois eu fui à Medjugorje e quando eu estava andando só pelos campos eu tive um forte sentimento de "deja vu", que eu estava, de fato, em casa e que eu sabia que poderia voltar outra vez. Desde aquela época eu já estive aqui 34 vezes. Nós começamos a trazer grupos aqui em 1996 e isto se tornou, vendo retrospectivamente, uma parte muito importante do Medjugorjeweb e de nossa missão. É importante manter as pessoas em contato com Medjugorje, não somente aqueles que não podem vir à Medjugorje, mas também aqueles que já vieram. Muitos ao retornarem para casa têm dificuldades de manter o mesmo fervor e a fé que eles encontraram aqui em Medjugorje. Assim com o Grupo de Oração pela internet o Medjugorjeweb é uma forma de as pessoas poderem se manter próximas às mensagens. Ele tem sido uma experiência incrível e muito frutuosa para nós. Algum dia nós teremos que narrar toda a história de como eu e Ana fomos reunidos. Nós trabalhamos como uma equipe para difundir a mensagem de Nossa Senhora e para tentar ajudar as pessoas a abraçá-la, para vivê-la e mantê-la na vanguarda de suas vidas.
 
 
LIDIJA PARIS:“O Medjugorjeweb é um dos sites sobre Medjugorje mais visitados da web. Vocês têm as mensagens em várias línguas...
 
 
STEVE SHAWL Essa tem sido a missão da minha vida e foi algo que me veio muito fácil. Eu não sabia nada sobre a linguagem HTML (linguagem para sites da internet). Eu apenas recebi a graça de trabalhar com a linguagem HTML , literalmente, da noite para o dia. Desde aquele dia eu crio e edito quase todas as informações que você vê no site.
 
LIDIJA PARIS:Você divulga a mensagem, você a envia mensalmente por email, os comentários, informações regulares... que retorno você tem?
 
STEVE SHAWL: O retorno é tremendo.A lista de emails começou como um pequeno grupo de pessoas que nos pediam para lhes enviar as mensagens, comentários, e o Boletim Impresso automaticamente todos os meses. Desde então a lista começou a crescer até atingirmos o número de 40000 inscritos de todas as partes do mundo. Muitos são lideres de Centros Marianos e de grupos de oração que então então tomam as mensagens e as divulgam com os seus grupos de oração. Assim eu penso que o nome 'medjugorjeweb' é muito apropriado porque ele recebe mesmo as informações aqui da paróquia e então as envia para o mundo todo de grupo a grupo.
 
LIDIJA PARIS:Como você consegue todas as traduções das mensagens? A paróquia somente oferece croata, inglês, francês, alemão, , espanhol e polonês? E as outras línguas?
 
STEVE SHAWL Atualmente estamos oferecendo a tradução em 33 línguas. Muitos padres e religiosos aproximaram-se de nós e perguntaram se nós poderíamos providenciar outras traduções. Nós lhe dissemos que nós temos apenas aquilo que a paróquia oficial fornece. A maioria são voluntários que fazem a tradução para outras línguas. Nós procuramos examinar e filtrar estas pessoas e lhes dar confiabilidade assim nós nunca alteramos as mensagens de Nossa Senhora. Pela oração, eu espero que nós tenhamos tomado boas decisões e que todas estas traduções sejam adequadas. O retorno tem sido muito positivo. Nunca ninguém nos escreveu dizendo que havia algum grave erro na tradução.
 
LIDIJA PARIS: Steve, conte-nos sobre a sua situação na Igreja dos Estados Unidos, em sua Diocese.Você é muito conhecido, todo mundo conhece 'Medjugorjeweb' já há muitos anos, muitos pensam que este é o site oficial do Santuário de Medjugorje...
 
STEVE SHAWL: Esta é uma questão difícil. Nós experimentamos uma certa resistência às mensagens de Nossa Senhora nos Estados Unidos e principalmente devido à posição do Bispo local. Muitos padres acham o assunto controverso e eles não querem arriscar e assim eles aceitam a posição do Bispo local e por isso eles não encorajam, eles não falam sobre o assunto e atualmente desencorajam as pessoas de investigarem ou de seguirem os eventos ou até de visitarem Medjugorje. É uma situação difícil. Em nossa Diocese nós temos uma posição neutra de nosso Bispo. De fato nós o convidamos para vir a Medjugorje. Ele aceitou, mas nós não sabemos exatamente quando ele virá. O importante é que ele está aberto. Ele tem visto alguns dos frutos de Medjugorje dentro da nossa paróquia local: um jovem de 16 anos visitou Medjugorje e passou por uma incrível experiÊncia de conversão. Ele agora está no seminário se preparando para ser sacerdote. E este é apenas um dos muito, muitos frutos de Medjugorje.
 
LIDIJA PARIS: Você poderia nos dar outro exemplo de pessoas que vocês tem acompanhado que receberam graças especiais em Medjugorje ou através de Medjugorje?
 
STEVE SHAWL - Uma mulher em 1999. Diane, a esposa de meu sócio. Eles tinham perdido seu filho de 16 anos num trágico acidente automobilistico. Ela estava completamente devastada pela perda e depois de meses de luto ela não conseguia voltar a sua vida normal. Ela vivia no seu próprio mundo e visitava o túmulo de seu filho todos os dias e chorava. Saindo do desespero ela concordou em vir a Medjugorje conosco. Nós a aceitamos de braços abertos e simplesmente lhe pedimos para abrir o coração e a mente e vir conosco. No primeiro dia em que chegamos ela estava mergulhada numa tristeza mais profunda por estar a 6 mil quilometros de casa e do túmulo de seu filho. E chorou a noite toda. No dia seguinte fomos ao encontro de frei Jozo e no momento da bênção eu estava atrás dela. Frei Jozo aproximou-se dela e a nossa guia, Slavenka naquele momento, disse a frei Jozo que ela tinha perdido seu filho e que ela estava passando uma fase muito difícil por isso. Ele simplesemnte impôs as mãos sobre ela e na mesma hora ela repousou no Espírito. Cinco a dez minutos depois ela acordou e eu pude lhe dizer que sua face estava diferente, a aparÊncia de dor tinha desaparecido, a dor que ela carregara consigo por quatro meses tinha desaparecido.Ela disse que se sentia cheia de paz e que ela não se sentia assim desde que seu filho falecera. Instantaneamente ela fora curada da tristeza, da opressão e da depressão. No dia seguinte após a Missa em língua inglesa nós saímos pelo lado direito da igreja.É incomum que em outubro que ali não houvesse ninguém a não ser uma mulher. E Diane se aproximou dela e começou a conversar com ela vindo a descobrir que ela tinha perdido cinco filhos devido a acidentes e doenças. As duas se abraçaram e choraram. Quanto saímos dali Diane disse que estava sentindo-se culpada por ter se afligido tanto pelo seu filho, pois ela perdeu apenas um filho, e aquela pobre mulher, cinco...E o processo de cura continuou e quando voltamos para casa ela estava completamente mudada e assim permanece até hoje. Eu percebo que ela abraçou esta cura e a esperança. Algumas vezes eu a vejo na Santa Missa. Ela nasceu Luterana e , e não é católica. E esta é uma das muitas, muitas histórias que nós temos experimentado em nossas viagens.
 
Eu posso honestamente dizer que nós sentimos que trazer pessoas a Medjugorje não é apenas importante para divulgar a mensagem de Medjugorje para além do texto escrito das mensagens, mas nós não faríamos isto se não tivéssemos visto em cada grupo em particular as conversões extraordinárias que acontecem nas pessoas. Eu não estou dizendo de pessoas vendo o milagre do sol ou os seus rosários se transformando em ouro como de fato tem acontecido.(várias pessoas tiveram rosários transformados em ouro em Medjugorje) mas sim as profundas curas espirituais de feridas que as pessoas têm carregado consigo por toda o tempo de suas vidas e que a maioria das outras pessoas nunca souberam nada a respeito. E elas acabam partilhando a sua esperiência com os outros de como ficaram curadas. Nós temos visto muitas curas físicas também. Uma mulher de nossa paróquia veio a Medjugorje com o seu filhinho que tinha uma grave doença de nascença e ele ficou curado. Assim as graças aqui são abosultamente incríveis. Nós não saberíamos o que fazer se não acreditássemos em nossos corações que tudo isso vem de Deus e que nós estamos sendo chamados para esta missão.
 
 
 
LIDIJA PARIS: De que forma Medjugorje afetou a sua vida de casal? Vocês são um casal e uma equipe...Medjugorje está englobando a sua vida pessoal e 'profissional'...
 
STEVE SHAWL: Muito antes de Medjugorje ter afetado ao nosso relacionamento, não há dúvida em nossa mente de que nós fomos unidos por um motivo especial, para um propósito muito especial no Plano de Deus, que também contém muito sacrifício. Eu com freqüência estou fora e viajo muito. E isto é difícil para nossas crianças, especialmente para a mais pequenina, Tihana, que tem quatro anos. É difícil para a família sair tanto quanto eu saio, mas os frutos e graças incríveis que nos vem de tudo isso... então tudo vale a pena. Nós apenas baixamos nossas cabeças e oramos e então nós fazemos o melhor que podemos para Nossa Senhora.
 
ANA SHAWL: Nossa vida mudou definitivamente para melhor. Quanto mais você trabalha e quanto mais difíceis as coisas são mais você se sente bem. Você sabe que está fazendo para Deus, você está fazendo para ajudar Nossa Senhora a trazer mais pessoas para o seu Filho. Nós dois amamos isto e não poderíamos nos imaginar fazendo outra coisa. Eu adoro quando estou trabalhando com o Grupo de Oração, com os emails, as correspondências. Quando começamos a trabalhar juntos eu dizia: 'e os comentários do Padre Slavko...e sobre o Boletim?' Nós trabalhamos juntos, nós crescemos juntos, nós construímos juntos todo o website, conversamos sobre o Grupo de Oração ...tudo isto para que as pessoas saibam o que está acontecendo aqui. Como Nossa Senhora diz: 'nós devemos rezar pela conversão dos pecadores. Quanto mais nós rezarmos pela conversaõ dos pecadores, mais os pecadores virão aqui.
 
LIDIJA PARIS: Então nós podemos dizer, "Todos vocês pecadores, bem vindos a Medjugorje!"?
 
ANA SHAWL:Havia uma senhora que usava contraceptivos e que não queria ter um bebê. Agora as suas crianças estão vindo em peregrinçao conosco a Medjugorje! O melhor para nós é vermos os seus olhos se abrirem por que Nossa Senhora tocou seus corações. Você vê Deus tocando seus corações. Isto é o melhor. Eu poderia sentar e ouvir suas histórias de conversão ao longo de toda a minha vida.
 
STEVE SHAWL:Certamente, nós temos sido conduzidos a uma via espiritual em nossas vidas. Nós temos lutado, temos enfrentado desafios que nos conduzem a um grau mais profundo de amor à Nossa Senhora de Medjugorje. Nós realmente vivemos nossas vidas para Nossa Senhora da melhor forma que nós podemos. Nâo temos outra atividade (emprego). Somos 100% Medjugorje buscando fazer a vontade de Jesus e de Nossa Senhora. Eu não consigo me imaginar fazendo outra coisa. É verdadeiramente uma graça. É um sacrifico, mas nós o abraçamos e eu não o trocaria por nada deste mundo
 
.
ANA SHAWL: Todos os dias eu rezo por aqueles que rezaram para a minha conversão. Quem sabe quem são eles?
 
LIDIJA PARIS:Uma última pergunta: para vocês qual é o Plano de Nossa Senhora? O que ela quer de nós aqui? O que é Medjugorje como um todo, afinal?
 
ANA SHAWL: Uma vez ela disse: "Se você soubessem quanto eu os amo, vocês chorariam de alegria" . Eu penso nisso o tempo todo. Nem todos os seus filhos pelo mundo conhecem esse amor e quanto ela deseja levá-los ao seu Filho.
 
LIDIJA PARIS: Uma pergunta para você enquanto mulher... Você acha que há um risco de as pessoas virem a Medjugorje e ficarem 'paradas' em Nossa Senhora e não irem adiante a Jesus, ao Espírito Santo..ao Pai? Há este risco?
 
ANA SHAWL: Eu penso que, no começo, eles são conduzidos a ela, como correndo para a mãe.Mas um pouco depois ela os conduz para o seu Filho. Se alguém se fixar nela ela o reconduzirá. Como uma boa mãe que diz: "vai com o papai". Se você ler as mensagens elas são todas sobre o seu Filho. Tão logo alguém começe a viver as mensagens elas o conduzem para Jesus.
 
STEVE SHAWL:Em minha própria experiência de conversão ocorreram simultaneamente um aprofundamento no amor à Nossa Senhora e um forte anseio pela Eucaristia e por todos os Sacramentos da Igreja. Vir a Medjugore é um especial dom e graça. Uma vez que você receba aquela graça, eu realmente acredito que você sendo convidado ao exército de Nossa Senhora contra o mal. Tudo o que temos que fazer é olhar ao redor e ver o grande mal que permeia a nossa sociedade e o mundo inteiro. É verdadeiramente uma guerra espiritual que está sendo travada, alguma coisa está sendo gerada. Ser convidado a fazer parte do exército de Nossa Senhora é um dom e uma graça incríveis, e, ao mesmo tempo, é uma responsabilidade para se rezar pelos outros e ajudar na divulgação da mensagem pelo testemunho de vida e não apenas por palavras.
 
 
LIDIJA PARIS:: Então, vamos agradecer a Deus por esta bonita experiência, pelo belo serviço que vocês estão fazendo pela Igreja, mesmo que Medjugorje não tenha ainda sido oficialmente aceito pela Igreja, nós esperamos que, quando chegar a hora, a Igreja dirá o que é necessário sobre Medjugorje. Enquanto isso continuemos sendo servos humildes e generosos. Muito obrigada por tudo o que vocês estão fazendo e por aquilo que vocês são!